Jamais desista de lutar

Jamais desista

Você só tem duas opções: aceitar que a vida seja assim e não lutar ou ir em frente e lutar.

Infelizmente nem sempre a vida é justa. Alguns nascem em extrema pobreza, outros não tem uma família amorosa, ainda outros não têm acesso à educação, cultura, oportunidades de emprego e assim por diante. Infelizmente essa triste realidade é enfrentada por muitos e nem sempre tem um culpado óbvio. Alguns culpam a Deus, outros ao governo, tem a questão histórica, a irresponsabilidade de outros ou o simples acaso, um acidente pode mudar tudo. Não temos controle sobre tudo, muitas coisas estão além do nosso poder.

Isso não quer dizer que você não tem escolha. Você na verdade tem duas: aceitar que as coisas sejam do jeito que são e não fazer nada ou não aceitar e lutar para mudar.

Se você aceita que não pode fazer algo, então simplesmente você não vai fazer nada e deixar as coisas como estão. Está bom para você? Acha que deve ser assim? Se você não fizer nada para mudar tudo vai continuar do mesmo jeito.

Agora pode ser que você seja uma pessoa inquieta e queira lutar para mudar sua situação. Neste caso, todas as opções são possíveis. Se há algo que pode ser feito, se há algo que pode fazer a diferença é justamente essa capacidade que o ser humano tem de lutar e sobreviver a muitas adversidades. E como diz o ditado aquilo que não nos mata nos deixar mais fortes.

Podemos mudar nossa história mesmo quando o destino é inevitável. A história está cheia de exemplos de pessoas que mesmo em situações difíceis e em momentos em que o fim da vida já era certo, ainda assim conseguiram transformar seu momento final em um momento máximo para si e para humanidade.

O que a maioria desses heróis têm em comum? Não desistem de lutar, de aproveitar cada momento para viver plenamente. O futuro não existe, o passado já ficou na lembrança. O presente é o momento que pode fazer toda diferença, sempre foi.Por isso, siga em frente e lute, nunca desista.

Veja o vídeo a seguir:

Faça o que fala, lidere pelo exemplo

Faça o que fala, lidere pelo exemplo

Na imagem o chefe manda ir enquanto o líder vai junto e dá o exemplo

Você já deve ter ouvido aquele famoso bordão que diz “faço que eu digo mas não faça o que eu faço“.

Muitas vezes é dito na melhor das boas intenções por aqueles que desejam que o outro faça algo para o seu próprio bem.

Um pai, por exemplo, poderia proibir o filho de fumar enquanto ele mesmo é um fumante. Apesar de muitas vezes a intenção por trás dos conselhos de quem diz “faço que eu digo” ser boa, suas ações, se não estiverem em harmonia com o que diz, poderão levar ou até induzir a pessoa aconselhada a fazer o oposto do que se deseja. Isto porque ações falam mais alto do que palavras e deixam uma impressão gravada por mais tempo na memória.

Pense bem, nenhum homem impactou mais o mundo do que Jesus e não foi apenas o que ele disse como instrutor mas a maneira como ele conduziu suas ações, a forma amorosa como tratou as pessoas e por fim seu sacrifício pela humanidade que fizeram dele o maior homem que já viveu.

Palavras não enchem a barriga de ninguém, se você ver uma pessoa faminta e disser “coitadinho, está com fome” e não fizer nada de concreto nada irá mudar.

Apenas ações transformam o mundo.

Tenha em mente que suas ações podem causar mais impacto em outros do que quaisquer palavras.

Especialmente quando ocupamos uma posição de destaque e responsabilidade devemos estar mais atentos à mensagem que nossas ações transmitem.

Seja um líder, faço o que fala e lidere pelo exemplo.

 

Gratidão

Você sabe por que quem é grato é mais feliz ? E por que falta tanta gratidão no mundo hoje ?

Veja no vídeo a seguir uma mensagem inspiradora para refletir na gratidão

Amigos

Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos.
Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles.
A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor, eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade.
E eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!
Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências …
A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida.
Mas, porque não os procuro com assiduidade, não posso lhes dizer o quanto gosto deles. Eles não iriam acreditar.
Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabem que estão incluídos na sagrada relação de meus amigos.

Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não declare e não os procure.
E às vezes, quando os procuro, noto que eles não tem noção de como me são necessários, de como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, tremulamente, construí e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida.
Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado. Se todos eles morrerem, eu desabo! Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles.
E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese, dirigida ao meu bem estar. Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo.
Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles.
Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos, cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, compartilhando daquele prazer …
Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meus amigos, e, principalmente os que só desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus amigos!
A gente não faz amigos, reconhece-os.