segunda-feira, 8 de novembro de 2021

Como economizar combustível ?


Em tempos de inflação alta e combustíveis caros é muito importante otimizar o uso que fazemos do carro para economizar combustível. Não há milagres, não adianta usar o aditivado XYZ ou outras invenções como chips, conversor de água em hidrogênio, etc e tal porque nada disso traz economia de combustível sem incorrer em outros problemas como aumento de gastos com manutenção do motor, por exemplo. Infelizmente ainda não dispomos no Brasil de veículos que sejam movidos a hidrogênio ou elétricos em grande escala e o jeito é usar apenas os recursos que temos. Veja os mais importantes:

  1. Prefira comprar carros que sejam econômicos. As montadoras tentam implantar a melhor tecnologia em seus veículos e os motores são construídos adaptados a determinada tecnologia e combustível. Quando for comprar um carro prefira aqueles que são mais econômicos. Para ter uma ideia dos mais econômicos, alguns que podem ser classificados nesta categoria são: Chevrolet Onix Plus 1.0 manual, Renault Kwid e Chevrolet Onix 1.0. 
  2. Evite acelerações bruscas (arrancadas) desnecessárias. Também observe a velocidade média do trânsito por onde anda. A maioria das cidades projetam suas ruas e sinais para uma determinada velocidade média. Não adianta ficar acelerando se logo à frente tem lombadas, sinaleiros fechados ou engarrafamento. O ganho de tempo por tentar aumentar a velocidade acima da velocidade média local muitas vezes é irrisório (estou cansado de ver pessoas passarem por mim correndo apenas para eu me deparar novamente com elas no sinal vermelho ou no trânsito parado) mas os gastos adicionais com combustível por causa dessa forma de dirigir podem ser de 10% a 20% dependendo da quantidade de arrancadas e paradas.
  3. Use combustível de boa qualidade. Não adianta tentar economizar misturando combustíveis ou colocando aparelhos acessórios que prometem economizar combustível mas não são homologados para aquele veículo pelo seu fabricante.  A maioria dos combustíveis no Brasil seguem um padrão rígido por causa da fiscalização da ANP  mas tem aqueles postos que às vezes driblam a fiscalização e vendem combustível de qualidade duvidosa. Tome cuidado, pois combustível ruim além de não render pode estragar o motor do seu carro. Também evite ficar misturando combustíveis ou rodando em diferentes tipos se o seu carro for flex para não prejudicar a média (necessária para saber o rendimento do combustível) ou atrapalhar a central do carro (que leva um tempo para se adaptar à quantidade de combustível que deve injetar na câmara de combustão dependendo do tipo). 
  4. Calcule a média de rendimento do seu veículo se ele for flex. Para saber se compensa usar etanol ou gasolina é importante verificar o rendimento do seu carro no álcool e na gasolina. Por exemplo, o ideal seria você rodar um tempo com o etanol e um tempo com a gasolina para fazer uma estatística do consumo de cada tipo de combustível. O ideal seria rodar cerca de 1000 km com cada um e anotar a média de consumo. Suponhamos que seu carro rodou na média 13 km por litro de gasolina e 9 km por litro de etanol. O rendimento entre um e outro será obtido por dividir a média do consumo em etanol pela média do consumo em gasolina, no caso seria 9/13 que daria 0,6923 ou 69,23%. Para saber se o preço do etanol está melhor do que o preço da gasolina no caso do seu carro, basta dividir o preço do etanol pelo preço da gasolina e o resultado vai mostrar se vale a pena abastecer o seu carro com um ou outro combustível. Para valer a pena para este exemplo, a proporção entre os preços teria que ser menor do que a proporção entre o combustível. Tomemos como exemplo etanol sendo vendido a R$ 4,00 e a gasolina a R$ 7,00. Para achar a proporção basta dividir o primeiro pelo segundo ( 4/7 = 0,5714 ou 57,14%) e neste exemplo vale a pena abastecer com álcool pois o preço dele está menor proporcionalmente do que o rendimento, ou seja, para este exemplo é mais vantajoso abastecer com álcool. Esse cálculo deve ser feito para cada carro e para cada motorista, isto porque o motor de cada carro é diferente e o trajeto que cada um faz é diferente, então não existe uma fórmula universal (tem combustível que rende mais para trajetos curtos ou que é mais indicado para carros que ficam mais tempo parados do que outros) e depende também da forma como cada motorista conduz. Então, se quiser economizar descubra a sua média de rendimento para o seu carro e dai por diante faça sempre as contas antes de abastecer para saber qual preço de combustível está mais vantajoso se seu carro for flex.
  5. Não carregue peso desnecessário. Tudo aquilo que não for obrigatório ou não é necessário para seu trajeto deve ser removido do carro. Para movimentar qualquer massa é necessário energia e essa energia que é energia mecânica é gerada através da combustão do combustível. Lembre-se: quanto maior a massa ou o peso do carro maior a energia necessária para movimentá-lo e consequentemente, maior a quantidade de combustível gasto. Retire do carro tudo aquilo que não for necessário.
  6. Cuidado com a resistência do ar. Se seu objetivo for economizar combustível o ideal é andar com os vidros fechados pois os vidros abaixados aumentam a resistência do ar. A maioria dos modelos de ar condicionado dos carros modernos são mais eficientes e pode ser que seja mais econômico usar o ar-condicionado do que manter o vidro do carro aberto. A resistência do ar impacta o gasto de combustível de acordo com a velocidade, ou seja, quanto maior a velocidade do carro maior a resistência do ar e seu impacto no consumo de combustível. Se você deseja economizar combustível evite andar com os vidros abaixados ou colocar suportes e bagageiros no seu carro,  a menos que sejam essenciais. Também verifique se vale a pena pisar mais. A partir de uma determinada velocidade a resistência do ar aumenta e o consumo de combustível aumenta muito com pouco ganho de velocidade. Cada carro possui uma aero-dinâmica diferente e não é possível traçar regras, mas tem veículos em que a partir de 80 km/h já se percebe o aumento exponencial do consumo de combustível. Outros mais aerodinâmicos mudam pouco mesmo a altas velocidades. Muitos carros modernos são equipados com computador de bordo que mostra o consumo instantâneo de combustível. Monitorar o seu consumo instantâneo pode ser um jeito simples de descobrir se você está andando numa velocidade em que seu consumo de combustível compensa ou não. Apenas para citar um exemplo: imagine uma pessoa que vai viajar uma distância de 100 km e que possui um carro cujo rendimento em média é de 12 km/l de combustível se viajar a 80 km/h e de 11 km/l de combustível se rodar a 100 km/h. Vale a pena pisar mais para chegar mais cedo no seu destino ? Veja, viajando a 80 km/h ela vai gastar uma hora e quinze minutos para chegar ao destino e a 100 km/h apenas uma hora. No entanto o custo da primeira viagem será cerca de 9,4% mais barato do que da segunda. Será que vale a pena ? Tudo depende do quanto você valoriza ou não o seu tempo e do custo do combustível. Para pessoas que possuem mais tempo e uma restrição orçamentária maior pode ser interessante pensar numa estratégia como a primeira. Para aqueles que valorizam muito o seu tempo e não possuem restrição orçamentária pode ser que valha a pena a segunda alternativa. O que é importante é entender que cada caso é um caso diferente e pode valer a pena avaliar se a maneira como você dirige não está aumentando seus custos de transporte mais do que os benefícios que você recebe.
  7. Nunca esqueça de manter os pneus calibrados. Esta é uma dica simples, de baixo custo e que te ajudará a economizar e muito. Rodar com os pneus mal calibrados aumenta o gasto de combustível, estraga os pneus e também pode ser perigoso. Nunca deixe de verificar a calibragem dos pneus, principalmente antes de viajar.
  8. Fuja da hora do rush. Prefira usar o carro nos horários em que o trânsito está melhor. O horário do rush obriga as pessoas a parar mais vazes o carro ou frear mais vezes, o que sempre vai exigir aceleração adicional e mais combustível. Uma boa dica é usar o aplicativo Waze, ele tem uma opção interessante que permite que você simule o tempo que vai gastar dependendo da hora em que for sair. 
  9. Qual a economia que pode ser feita com a revisão dos meus hábitos de direção ? Se você já dirige de uma forma econômica dificilmente vai conseguir obter mais ganhos, parabéns. Mas se você é aquele tipo de motorista que dirige de forma agressiva e sem pensar em economia, dependendo do modo como você dirige atualmente, com as mudanças de comportamento sugeridas aqui, pode ser que você consiga obter uma redução de 10% a 20% de economia com combustível. Tudo vai depender das escolhas que você fizer. Cada pessoa é única e seu veículo também, assim como o trajeto que faz no dia a dia e a economia que cada um pode alcançar vai depender do conjunto de combinações que pode fazer entre as opções acima. 
---
Imagem de andreas160578 por Pixabay 

Nenhum comentário:

Postar um comentário